A desped(ida) da dor

bagage-1

Fazendo as malas para uma nova viagem, tento encontrar a lista do que não podia esquecer. Sou tão desajeitada e confusa que nem consigo entender o que sinto aqui dentro. Parece estar me sufocando e o único jeito de me livrar disso é indo pra bem longe. Um recomeço, uma nova tentativa de ser feliz. Lutar pelos meus sonhos e realizá-los. Sem que ninguém me impeça e nem diga que não vou conseguir. Me deito na cama e o sono não vem. Uma mistura de ansiedade com nervosismo. No fundo estou um pouco insegura por ir para um lugar desconhecido até então. Imagino como será minha vida daqui pra frente Continuar lendo