Corações separados

Corações-separados

Às vezes, ainda me pego pensando em você. Não sei porque ainda não apaguei seu número, nem você da memória. Ainda não me acostumei com a ideia de não estarmos mais juntos. Foi tudo tão de repente. Não esperava. Mas também, minhas atitudes não favoreceram. Sim, eu sei que tenho a maior parcela nisso tudo. E mesmo que pareça estar seguindo em frente, não estou. Ainda estou preso ao passado que me sufoca. Só de pensar que você está aí, vivendo a sua vida da melhor forma possível e talvez nem se lembre mais de mim, me bate uma tristeza tão profunda.

Confesso que na hora do choque fiquei com raiva de você e quis me vingar desse término inesperado. Como? Ah, me envolvendo com outras e fazendo questão de que você ficasse sabendo. Mas tu parece inatingível. Está tão segura de si que nada mais te abala. Muito menos um garoto imbecil que quer chamar a tua atenção. É, você amadureceu, se tornou uma adulta convicta. Com a certeza que vai realizar todos os seus sonhos. E eu aqui, sonhando acordado que um dia você volte a me notar. Achei que fosse te ter para sempre. Por isso, não medi os meus atos. Muito menos as consequências deles.

Acho que me perdi no tempo. Tudo que eu faço é para parecer que não estou abalado. Já se passaram alguns meses, mas mesmo assim não me conformo. Tudo que faço na minha vida é vazio, apenas aparências. Não quero demostrar fraqueza. Você, pelo contrário, parece viver sem dar corda para ninguém. Sem se importar com a opinião alheia. Quer mais é viver e fazer o que gosta. Tudo que tem vontade. Te desejo boa sorte nessa caminhada. Você sempre foi sonhadora, acredito que agora está ainda mais. Agora não tens mais a mim para te prender. Mas não consigo ficar tão feliz com isso. Sou egoísta, infelizmente. Queria você só para mim, para sempre. Só que você é feito um passarinho, livre. E não quis permanecer nessa gaiola com grades reforçadas.

Te admiro. Você é forte. Porém, quando se trata de sentimentos você age mais na emoção do que com a razão. Isso explica todas aquelas chances que eu desperdicei. E é por isso que eu continuo aqui, te observando. Na tentativa de ser alguém como você. Linda, tanto por fora quanto por dentro. Porque ser bonito não é apenas a beleza exterior. É ter paz de espírito e transmitir isso para as pessoas. E você tem melhorado nisso cada dia mais. Não fique brava por eu estar sempre por perto e querendo a sua atenção, pois você tem a minha admiração. Ah, já ia me esquecendo… não deixe ninguém te colocar para baixo, pois você merece o mundo e tudo de bom que há nele. Seja feliz.

 

 

Acompanhe o blog nas redes sociais:

Instagram | Facebook | Google+ | Pinterest

Anúncios

[Texto Recebido]: Sucessivas transformações

sucessivas-transformacoes

Hoje eu estou diferente. Não sei. Só sei que eu estou. Estou tão diferente, que eu preciso passar isso para algum lugar. É. Escolhi passar para uma folha de papel, talvez possa parar nas redes sociais. Posso estar “sonhando” alto, mas caso isso acontecer, vai ser maneiro.
A vida é interessante. Pode parecer loucura, mas ela é. Eu juro. Pense um pouco comigo, ou Continuar lendo

O tempo

por-do-sol-romantico

Um vestido rodado vermelho, os cabelos soltos ao vento, uma noite agradável naquela orla. Livre, sem pretensões, sem querer antecipar as coisas. Cada coisa é premeditada para acontecer no seu tempo, no tempo certo. Quando são antecipadas, pela ansiedade ou por qualquer outro motivo, não dão certo. Ela aprendeu que não se precipitar era a melhor escolha.
Caminhava pela areia molhada Continuar lendo

Idas e vindas

maos

Mais um dia. Os primeiros raios de sol já atravessavam a janela, invadindo o quarto e mostrando que já era hora de levantar. Seria um dia comum, como os outros: se arrumar, ir para o trabalho e, no final do dia, ir à faculdade. Aquela rotina já era automática. Ela não poderia fazer mais nada, pois a tristeza que estava em seu coração não a permitia pensar. Depois que daquele homem entrou em sua vida, ela só se vê pensando nele. Imaginando uma vida inteira ao seu lado. Nem saberia Continuar lendo

A desped(ida) da dor

bagage-1

Fazendo as malas para uma nova viagem, tento encontrar a lista do que não podia esquecer. Sou tão desajeitada e confusa que nem consigo entender o que sinto aqui dentro. Parece estar me sufocando e o único jeito de me livrar disso é indo pra bem longe. Um recomeço, uma nova tentativa de ser feliz. Lutar pelos meus sonhos e realizá-los. Sem que ninguém me impeça e nem diga que não vou conseguir. Me deito na cama e o sono não vem. Uma mistura de ansiedade com nervosismo. No fundo estou um pouco insegura por ir para um lugar desconhecido até então. Imagino como será minha vida daqui pra frente Continuar lendo

Me permiti ir…

ela-se-permitiu-ir

Um dia de domingo, o céu ensolarado. Tudo para ser um dia perfeito, mas o acaso interferiu novamente. Mais uma vez eu estava me sentindo sozinha mesmo estando acompanhada. Mais uma vez eu estava juntando forças para lutar na próxima batalha, enquanto a guerra já estava perdida. Você não quis me ouvir e agora sofre o que eu sofri antes. Foi você quem não valorizou o meu amor. Por isso, me permiti ir…

Sei que isso já aconteceu, mas dessa vez é diferente. Eu não vou Continuar lendo