Compartilhei: 8 coisas que aprendi em 2018

Os aprendizados que obtive em 2018

Oi, meus amorexx ❤ Tudo bem com vocês?

Faltando apenas alguns dias para o ano findar, eu resolvi contar aqui no blog alguns aprendizados que obtive em 2018. Não sei para vocês, mas esse ano trouxe algumas reviravoltas, mudança de foco, descobertas, superação e muito mais coisas que, provavelmente, eu nem me lembre agora. E foi a partir desses “dilemas” que surgiram as mais diversas lições, para me testar e me ensinar ainda mais sobre a vida.

Leia também: 20 sonhos que realizei antes dos 20 anos

365 dias parece muito, mas passam voando e é você quem decide se a rotina vai te engolir ou se vai aproveitar cada minuto. Eu decidi – já nos 45 do segundo tempo – que fosse a segunda opção e acredito que essa foi a razão de ter acontecido tanta coisa que eu não esperava. Cada experiência, seja ela boa ou ruim, vai trazer aprendizados. E, para não esquecer, anotei tudo para vir compartilhar com vocês.

 

Confira as 8 coisas que aprendi em 2018:

#1 Experiências diferentes para pessoas diferentes

Não adianta, você nunca terá experiências iguais a de outra pessoa. E isso é super normal! Cada pessoa tem um propósito de vida, e é em torno desse propósito que suas experiências vão girar. Trate essas experiências como únicas, afinal é isso que elas são. E sem essa de achar que a grama do vizinho é mais verde, hein?

 

#2 Confiar é melhor que sacrificar

Se Deus já disse que sim para algo que você deseja, confie! Mas se Ele te disse não, também confie. Somente nosso Criador conhece todas as coisas, inclusive o nosso futuro. Por isso, Ele sabe o que é melhor para nós. Mesmo que seja algo que queria muito, renuncie. Ao contrário do que dizem, é melhor não se arrepender do que você não fez, do que se arrepender de uma coisa que você acabou fazendo.

 

#3 Resiliência é a chave

Ao longo dos dias, é bem provável que você mude de ideia sobre algo, e é nessas horas que a conta sobra para os cadernos. É mudança de planos para cá, apertos para lá, novas metas, novas estratégias e por aí vai. Mas, como nada na vida é fácil, desapegar de como as coisas eram é bem complicado. O que resta é ter um acerto de contas com o passado e seguir em frente de cabeça erguida. Em algumas situações (nas mais diversas áreas da vida), as dificuldades serão maiores em outras ocasiões menores. O importante é saber lidar com o que está acontecendo no agora e aproveitar, pois, como o próprio nome já diz, é um presente!

 

#4 Obediência traz leveza

Em um mundo onde as pessoas ousam cada vez mais – digamos assim – , essa frase parece mentira. No entanto, é a mais pura verdade. É tão ruim olhar em volta e perceber que a maioria das pessoas não conhecem o AMOR (sim, esse mesmo, O amor verdadeiro!). E não estou falando sobre romance, estou me referindo às ações. Quando temos amor de verdade dentro de nós, obedecer não se torna um fardo e, sim, uma demonstração de carinho e respeito, pois reconhecemos que o sentimento é recíproco e que só quer o nosso bem. Desde que O conheci, venho tentando apresentá-lo para outras pessoas, para que testifiquem o que estou dizendo. Leia o versículo 16, do capítulo 3 de João na Bíblia para entender melhor o que estou querendo passar aqui. No fim das contas, obedecer também é melhor do que sacrificar.

 

#5 Tristezas logo passam

Ah, os dias tristes… eles sempre vêm, independente do motivo. Nessas horas, eu recomendo que você sinta tudo que tem para sentir, coloque para fora mesmo, sabe? Depois, com mais calma, pense melhor sobre e tire lições em cima disso. Se a tristeza te invadiu por um erro seu, aproveite para refletir sobre isso e fazer melhor da próxima vez. Não existe nada que não possa ser consertado, mesmo você achando que não tem mais jeito ou que não restam mais chances.

 

#6 A paz que excede todo entendimento existe

Essa é a continuação da parte anterior. Sempre que se sentir triste, desanimado, frustrado ou angustiado, experimente entregar suas dificuldades à Deus – isso traz um alívio tão grande (te garanto!). Digo por experiência própria, nunca imaginaria que um livro poderia me mostrar coisas extraordinárias e inexplicáveis como essa (Filipenses 4.6-7). Até mesmo quando a já angústia me consumia por dias e tudo parecia sem solução, assim que eu conversava com o Pai, todo meu fardo era tirado e eu me sentia tão leve que nem consigo explicar (Mateus 11.28-30). A solução para o problema não cai do céu, mas o alívio nos permite ir para um próximo nível, de superação, evolução e novas tentativas.

 

#7 É necessário sair da inércia

Como eu estava dizendo, nada cai do céu. É preciso se empenhar bastante no que deseja conquistar. Também não adianta apenas planejar, sendo que tais planos não saem do papel. Eu sofri isso tudo no decorrer desse ano e confesso que não foi fácil assumir esse fato, mesmo sendo tão clichê. Perdi diversas oportunidades, mas aprendi a lição.

 

#8 O sucesso depende de atitudes e renúncias

Decidir sair da inércia já é uma atitude, sinal que estamos no caminho certo. Entretanto, a constância das ações é que nos levam ao sucesso, seja ele qual for. Não adianta começar a colocar o plano em prática e não terminar. Para isso, a motivação torna-se essencial! Só que uma coisa mais valiosa que a motivação, é a disciplina. Essa te faz continuar e não parar no meio do caminho, pois tu sabe onde quer chegar e não vai desistir tão fácil. O difícil é tornar da disciplina um hábito, e isso depende do tempo que você está se dedicando.

As renúncias também são importantes nesse processo. Que tal trocar mais um episódio da série que você está assistindo por algo que vai fazer você avançar no seu objetivo? Sei que o momento de lazer parece mais legal agora, mas a longo prazo, o esforço para parar de procrastinar vai se tornar seu orgulho. Lembre-se: tudo que plantamos hoje, colheremos amanhã. Aonde você está investindo mais o seu tempo e a sua atenção? Reflita.

 

Então é isso, meus amores. Espero que tenham gostado do post e que não esperem cometer esses erros para obterem esses aprendizados, viu? (risos) Como eu sempre digo, um novo ano é uma nova oportunidade de fazer tudo que não fez e – quem sabe? – ainda mais. A hora de ir atrás dos seus sonhos e objetivos é agora, não deixe para amanhã! Eu me despeço por aqui na esperança de vocês terem cedido ao meu apelo, tá bom? Um grande beijo e fiquem todos com Deus 🙏🏻

 

Com amor,
Liz ❤

 

 

Acompanhe o blog nas redes sociais:

Instagram • Facebook • Google+ • Pinterest • Bloglovin’Skoob

Anúncios

5 comentários sobre “Compartilhei: 8 coisas que aprendi em 2018

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s