6 dicas valiosas para otimizar seu site e alcançar o topo das buscas

Notebook - Blogosfera

Oi, amorexx ❤ Tudo bem?

Que SEO é importante para qualquer site, todo mundo já sabe. O que muitos ainda não aprenderam é como colocar esse mecanismo a nosso favor, fazendo com que o site/página rankeie muito mais rápido do que o habitual e alcance mais leitores/vendas.

Há algumas semanas, enquanto estava passeando pelo meu Instagram (@lizmaartins) vi em uma daquelas publicações patrocinadas a divulgação de um mini curso sobre SEO e logo me interessei. Até então nunca tinha pesquisado a fundo sobre otimização de sites, além dessas dicas que a gente geralmente encontra por aí, mas como gosto de estar melhorando continuamente, quis aprender mais sobre esse assunto. Quero deixar claro que não estou sendo patrocinada (quem dera, rs) e nem estou puxando saco, estou compartilhando essas dicas com vocês por estar colocando em prática e vendo que são realmente eficazes. Dica boa é dica compartilhada, não é mesmo?

 

Leia também:
5 dicas para se organizar com o blog
Como conciliar blog e estudo/trabalho

 

O Workshop Online que participei foi o SEO Comprovado, ministrado pelo Eduardo Borges e tinha como proposta ensinar o passo a passo de como chegar nas 3 primeiras posições do Google de forma orgânica. De cara já gostei do conteúdo e da dinâmica em que ele ensina, sempre mostrando na prática como fazer e qual o impacto disso nas buscas. Não cheguei a adquirir o curso completo, mas em breve quero investir, pois gostei de todos os paradigmas quebrados, além de aprender um pouco a forma correta.

Bom, para quem ainda não sabe, SEO significa Search Engine Optimization (Otimização para Mecanismos de Busca), e é um conjunto de técnicas e estratégias para rankear sites e páginas, que ajudam no posicionamento perante as pesquisas. Segundo Eduardo, as três primeiras posições são as que recebem um maior fluxo de cliques, sendo a primeira posição com 30% dos cliques, a segunda 17% e a terceira 12%, de acordo com o volume de buscas para aquela palavra-chave. Ou seja, quando mais abaixo seu site estiver, menor vai ser o número de pessoas entrando nele. Se não estiver na primeira página então… menos de 1% 😱 Por isso fazer SEO da maneira certa é essencial para o crescimento orgânico (sem pagar por anúncios) do seu site, blog ou e-commerce.

Continuando a linha de raciocínio, para Eduardo aqui no Brasil esse assunto ainda é pouco explorado da maneira correta, o que torna mais fácil alcançar a concorrência e chegar ao topo das buscas. Sabe aquela frase que as agências sempre dizem: “SEO leva tempo” , “Produza muitos conteúdos para rankear mais rapido”…? Ele segue totalmente a contramão e afirma que os 20% (conteúdo de qualidade, layout atraente e fácil de navegar, carregamento rápido, adaptação para dispositivos mobile…) não garante os 80% (autoridade perante ao Google). Quer saber melhor sobre como otimizar seu site? Então continue lendo e confira essas dicas!

 

Alcance o topo das buscas

Como estava dizendo, é preciso ter autoridade para chegar no topo, e o caminho para a primeira página e para as primeiras posições são diferentes. Para chegar na primeira página do Google, você vai precisar de muitos backlinks (outros sites que mencionam o seu site). Depois de ter chegado na primeira página, o que vai contar para estar entre as três primeiras posições é o conteúdo. Portanto, deve-se fazer um conteúdo de qualidade, que contenha informações que mereçam ser clicadas. O título e o resumo também merecem atenção na hora de serem produzidos, pois devem ser chamativos e dizer o que contém naquele artigo (sem mentir ou iludir os leitores).

Para ter um bom posicionamento não adianta ter milhões de artigos sem relevância, sem qualidade. Menos é mais. Invista seu tempo produzindo o que as pessoas querem realmente ler, de uma forma bem abrangente sobre o assunto. Por exemplo, se você vai fazer um artigo sobre “tipos de vinhos”, inclua “quais são os benefícios do vinho para a saúde”, “quais são as melhores marcas de vinhos encontradas no mercado”, etc. Entendeu?

 

Aplique a engenharia reversa

Antes de começar a fazer um artigo, pesquise pelo assunto e não se esqueça de incluir a palavra-chave nessa busca. “Investigue” o que os primeiros resultados da busca estão fazendo sobre aquele tema. Se estão dando dicas, dê dicas; se estão reunindo inspirações; reúna inspirações e assim por diante, mas não copie e cole o que o coleguinha escreveu, viu? Isso é ruim não só para ele, como também para você, pois o Google fica confuso em qual dos sites vai rankear – ou seja, conteúdo duplicado é péssimo para a otimização do seu site.

Outro detalhe a se observar é se os resultados coincidem com o que você está pensando em escrever. Digamos que você tenha um blog e quer fazer um artigo sobre “perfumes importados”, já pesquisou sobre essa palavra-chave e só o que apareceu nos resultados foram e-commerce. Quando a palavra-chave que você escolher te entregar resultados fora do seu nicho, mude a palavra-chave. Se você mudar sua pesquisa para “os melhores perfumes importados”, vai encontrar resultados que você busca, isto é, outros blogs falando sobre o assunto.

 

Invista nas palavras-chave corretas

O uso das palavras-chave em vários pontos do artigo é essencial, mas deve ser feito com muito cuidado. Pesquise antes o volume de buscas que tal palavra-chave tem, quanto mais alto, mais alto será a concorrência na hora de rankear. Quando for esse o caso, opte por outra palavra-chave que tenha um volume mediano, assim seu site vai chegar mais rápido ao topo.

O Google vem sempre inovando e uma dessas novidades é o reconhecimento de palavras semânticas. Não temos mais a necessidade de repetir a mesma palavra-chave tantas vezes, portanto, o excesso delas podem ser consideradas como spam. E como seria o uso de palavras semânticas? É a mesma coisa que substituir uma palavra por outra que tem o mesmo significado, um sinônimo. Digamos que você esteja escrevendo sobre “livros digitais”, você pode substituir em algumas partes do texto por “e-books” ou “livros online”, por exemplo.

Outro cuidado que devemos tomar na hora de fazer SEO corretamente é não se esquecer de otimizar também o título, subtítulos, resumo, URL, âncoras (internas ou externas) e os arquivos multimídia. As palavras-chave contidas neles também contam, por isso é bom não repetir muito no artigo. Substituir as palavras por outras semelhantes não traz malefícios quanto ao rankeamento. Muito pelo contrário, o Google entende do que se trata e isso ajuda a rankear mais rápido. Além disso, o seu artigo vai aparecer nas buscas que os usuários fizerem com essas outras palavras-chave, ou seja, ainda mais visitantes ao seu site.

Geralmente usamos bastante imagens quando produzimos conteúdos, certo? E é por esse motivo que vou contar com elas como mais um exemplo. Os mecanismos de buscas não conseguem ver as imagens como nós, eles precisam ler para saber do que se trata. Essa leitura se dá pelo nome do arquivo, por isso é tão importante modificar e incluir a palavra-chave nesses nomes. Então, nada de nomeações do tipo “DSC20180520”, viu?

 

Otimize suas âncoras

As âncoras são aquelas palavras que contém algum link incluído e, normalmente, são feitas em outros conteúdos de mesmo assunto. Como já citei acima, elas também precisam ser otimizadas para ajudar no rankeamento das páginas. Portanto, âncoras genéricas, como “clique aqui” não ajudam em nada. A palavra-chave daquele artigo deve estar presente na sua âncora. Por exemplo, se o que você vai mencionar é sobre “penteados para noivas”, então a sua âncora deve ser mais ou menos assim: “inspirações de penteados para noivas”, entendeu? As melhores âncoras são aquelas que estão incluídas nas frases, isso também faz com que a leitura flua levemente. E não é só com os nossos links que devemos fazer boas âncoras, sempre que citarmos algum conteúdo de outro site não custa nada ajudar o coleguinha, né? Afinal, se você o mencionou é porque admira o trabalho dele – não se esqueça que tudo aquilo que a gente planta é aquilo que a gente colhe (e não é por isso que temos que fazer as coisas interessados no retorno. Temos que fazer para o bem, sem segundas intenções. Dessa forma é que a retribuição será ainda mais valorizada).

Mas ainda tem um detalhe: nunca faça uma âncora com a mesma palavra-chave do artigo atual, pois você acaba passando a autoridade que ganhou para o link que você citou. Seguindo o mesmo exemplo dos penteados para noivas, se essa é a palavra-chave que você escolheu para o seu artigo, não crie uma âncora como a mesma citada a cima. De preferência, nem adicione nenhum link com o mesmo assunto, apenas com outro relacionado a noivas. Desse modo, você garante que a autoridade que tem perante ao Google não diminua por um errinho bobo desse.

 

Faça linkagem interna

Sabe o que faz um visitante se tornar um leitor? Conquistar ele com seu conteúdo. E se esse conteúdo não aparece, esse visitante irá ler apenas aquele artigo que ele entrou. É aquela velha história de que quem não é visto não é lembrado, sabe? É muito importante atiçar a curiosidade de quem visita seu site, e essa curiosidade em saber mais sobre determinado assunto só virá se ele encontrar outros conteúdos do mesmo assunto distribuídos pelo artigo, isso se chama linkagem interna. Mas também temos regrinhas para esses links e a primeira delas é citar apenas outro artigo da mesma categoria, isso também ajuda manter a autoridade, mas seguindo aquela regrinha lá da âncora (até porque a linkagem interna nada mais é do que uma âncora). Pensa comigo, se um visitante pesquisou sobre “moda” e foi parar no seu site, é claro que ele se interessa por isso e não faz sentido mencionar conteúdos sobre “organização”. Não que esse visitante também não goste do assunto, mas não é garantido que ele clique para ler esse artigo. Na dúvida, faça o certo que não tem erro – tanto com seu público, quanto com SEO.

 

Se torne uma autoridade no seu nicho

Como eu já disse lá na primeira dica, para ser uma autoridade no seu nicho e chegar na primeira página, você deve ter bastante backlinks (o número de backlinks vai depender da concorrência para a palavra-chave do artigo que você quer rankear. Um pode precisar de 20, enquanto outro de 500, por exemplo). Quanto mais autoridade o site que te indicou tiver, mais autoridade ele vai te passar, porque o Google vai entender que aquele conteúdo é relevante. Mas não é apenas uma via de mão única, quando você menciona sites grandes também tem uma parcela de autoridade que seu site acaba ganhando.

Se tornar uma referência em determinado assunto não precisa – necessariamente – levar tanto tempo. Mas para conseguir esse feito, além de conteúdos relevantes e de qualidade, existem estratégias para receber backlinks (sem contar que produzir conteúdos com amor, dedicação e qualidade já se torna uma estratégia, indiretamente. Se ele for relevante, com certeza quem leu vai querer compartilhar com outras pessoas e isso se torna um ciclo). Pedir para parceiros e outros blogueiros mencionarem seu site em alguma página é a melhor forma de ganhar backlinks, só não é garantido que seja aceito (se nunca tentar, nunca vai saber e pode perder muitas oportunidades). Mas, claro, é raro as vezes em que outras pessoas fazem um favor sem receber nada em troca, então ofereça benefícios a eles também. Se já for um parceiro, nada mais justo que ele citar, sim, e te ajudar com a divulgação – afinal, você está falando do próprio produto deles (isto é, já gerou um backlink para alguma página deles e provavelmente a autoridade que eles receberam vai gerar vendas), não é mesmo? Já com outros blogueiros, você pode fazer uma Blogagem Coletiva e mencionar os outros participantes no final do post ou projetos juntos, como collabs. (Aliás, quem quiser fazer esse tipo de interação comigo, é só falar. Será vantajoso para todos nós ❤)

 

Essas foram as dicas de SEO para melhorar o posicionamento de sites nos mecanismos de buscas. Espero que tenham gostado e não agradeçam a mim, mas ao Eduardo, que disponibilizou esse montão de informações essenciais para ajudar no rankeamento das nossas páginas, eu só estou compartilhando com vocês o que aprendi. Apliquem essas técnicas nos seus conteúdos e depois me contem se estão tendo resultado. Desde que assisti ao Mini Curso SEO Comprovado e aprendi essas técnicas, tenho aplicado aqui no blog e já estou colhendo frutos. Espero que todos vocês alcancem o topo das buscas, viu? Um beijo e fiquem com Deus 🙏🏻

 

Com amor,
Liz ❤

 

 

Acompanhe o blog nas redes sociais:

Instagram • Facebook  Google+ Pinterest

Anúncios

16 comentários sobre “6 dicas valiosas para otimizar seu site e alcançar o topo das buscas

  1. Já tirei vários cursos on-line e um deles foi o de SEO de André Fontenelle na Udemy e não podia ter gostado mais deste post! Se todas as pessoas seguissem bem tudo o que foi especificado aqui era bem mais fácil e bem menos chato ler os posts dessas pessoas (visto que são muitos “clique aqui”). Adorei teu blog! Curioso que tenho um blog chamado Dezoito (risos). Já subscrevi! Quero estar a par de tudo. Beijinhos ❤

    http://www.bycarolina.pt | http://www.dezoito.pt

    Curtido por 1 pessoa

    • Bom saber que esse post foi útil pra ti, Lu! Sempre que aprendo alguma coisa, logo penso em compartilhar aqui para que outros possam aprender também. Mesmo que sendo apenas algumas dicas, já ajudam muito no posicionamento. Enfim, volte sempre que quiser para mais dicas.

      Beijos 😘

      Curtir

  2. Já tinha visto algo a respeito em um blog famoso que eu lia quando comecei a reformular o blog, arrumar ele de dentro para fora para atrair mais público e credibilidade. É muita coisa que a gente tem que prestar atenção para fazer isso dar certo, mas quando o retorno começa a vir, percebemos que tudo isso vale a pena. Muito completo o seu post, vi várias coisas que eu não sabia ainda!
    Beijo

    Curtido por 1 pessoa

  3. Pingback: 7 motivos para criar um perfil no Bloglovin agora mesmo | Sonhos Após Dezoito

  4. Pingback: 5 formas de ganhar dinheiro na internet com seu blog | Sonhos Após Dezoito

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s