Resenha: A Última Carta de Amor, de Jojo Moyes

a-ultima-carta-de-amor-jojo-moyes

Título: A Última Carta de Amor

Autor: Jojo Moyes

Editora: Intrínseca

Número de Páginas: 384

Classificação: ⭐ ⭐ ⭐ ⭐ ⭐ /5

Sinopse: Londres, 1960. Ao acordar em um hospital após um acidente de carro, Jennifer Stirling não consegue se lembrar de nada. Novamente em casa, com o marido, ela tenta sem sucesso recuperar a memória de sua antiga vida. Por mais que todos à sua volta pareçam atenciosos e amáveis, Jennifer sente que alguma coisa está faltando. É então que ela descobre uma série de cartas de amor escondidas, endereçadas a ela e assinadas apenas por “B”, e percebe que não só estava vivendo um romance fora do casamento como também parecia disposta a arriscar tudo para ficar com seu amante.

Quatro décadas depois, a jornalista Ellie Haworth encontra uma dessas cartas endereçadas a Jennifer durante uma pesquisa nos arquivos do jornal em que trabalha. Obcecada pela ideia de reunir os protagonistas desse amor proibido — em parte por estar ela mesma envolvida com um homem casado —, Ellie começa a procurar por “B”, e nem desconfia que, ao fazer isso, talvez encontre uma solução para os problemas de seu próprio relacionamento.

Com personagens realísticos complexos e uma trama bem-elaborada, A última carta de amor entrelaça as histórias de paixão, adultério e perda de Ellie e Jennifer. Um livro comovente e irremediavelmente romântico.

cuplover_arabesco1

Sabe, não se pode fazer alguém voltar a nos amar. Por mais que se queira. Às vezes, infelizmente, a questão do momento apenas… não bate.”

dsc02030

O livro se passa em duas épocas diferentes. A princípio A Última Carta de Amor conta sobre a vida de Ellie Haworth, uma jornalista que está envolvida com um homem casado há quase um ano, o que pode afetar a relação com seus amigos e também no trabalho.

Certo dia, sua chefe (Melissa) lhe propõe uma matéria comparando o comportamento das mulheres de uns 40 anos atrás com as de hoje em dia. Ellie vai até o arquivo do Jornal (Nation) procurar alguns artigos daquela época, onde acaba encontrando uma misteriosa carta de amor assinada somente como B. O que pode fazê-la solucionar os problemas do relacionamento em que vive.

Depois, já em 1960, é que a história de Jennifer Stirling começa a ser contada, após ter saído do hospital. Ela não se lembra de como era a sua vida antes do acidente, mesmo com seus amigos a dizendo como ela deveria se comportar, se sentia deslocada, como se faltasse algo…

Ainda assim, Jennifer tenta se localizar em sua vida nova, tenta ser uma boa esposa e amiga. Até que ela encontra cartas de amor escondidas do seu possível amante. Tomada pela certeza que não era tão feliz assim em seu casamento, decidiu procurar por “B”. Teve algumas tentativas não furtivas, porém, finalmente, conseguiu desvendar quem era aquele homem misterioso.

Estarei na plataforma 4, Paddington, às 19h15, sexta-feira à noite, e nada no mundo me faria mais feliz do que você encontrar coragem para vir comigo.

[…]

Saiba que você tem meu coração, minhas esperanças, em suas mãos.

Seu,

B.”

E aí, Jennifer começa a recobrar sua memória, lembra-se de como foi o acidente, quem é o homem por quem se apaixonou e, mais uma vez, tenta fugir com seu amado Boot. Porém, não esperava pela notícia de que Anthony (Boot) havia ido para o Congo.

A história é cheia de encontros e desencontros, mas também nos mostra que vale a pena lutar quando se trata daquele amor que temos a certeza que irá durar toda a vida. No início, a leitura me pareceu confusa, pois a cada capítulo mudava-se o ponto de vista dos personagens. Entretanto, fui me adaptando com a escrita de Jojo, que sempre deixava um ar de mistério para ser descoberto. Isso prendeu bastante a minha atenção, além de, em nenhuma parte do livro, eu conseguia adivinhar tudo que tinha acontecido, toda vez me surpreendia mais.

A autora também nos mostra, mesmo em épocas diferentes, como os casos fora do casamento podem afetar a vida de quem a pratica e de quem está em volta. No entanto, não existe vida perfeita, e muito menos pessoas que não errem tentando acertar.

dsc02022

O livro é encantador, me prendeu até a última página. A história ganha mais meu coração quando, por coincidência do destino, Ellie e Jennifer se cruzam e esse encontro faz com que a vida delas mudem completamente. Ambas com suas lindas histórias de amor, mesmo que com um começo meio torto, elas descobrem a felicidade. Não tem como não se colocar no lugar das duas, não sentir suas aflições e emoções. Para quem também ama ler romances, assim como eu, vai ficar encantadoramente apaixonada por essa incrível história.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s